sexta-feira, 13 de abril de 2018

Repartição funcional dos rendimentos parte 2

5. Organizaram-se os países da União Europeia em dois grupos contrastantes em termos dos ratings da dívida soberana:
  • Grupo Resgatados
    Portugal (ainda lixo para a Moody's)
    Itália (ainda lixo para a Moody's)
    Grécia (lixo para qualquer agência de rating)
    Espanha (recentemente era lixo)
  • Grupo AAA ou quase
    Alemanha
    Suécia (Sweden)
    França
    Reino Unido
a) Indica a percentagem do PIB que cabe ao trabalho em cada país, utilizando os valores que se observam no Gráfico interactivo em 2016. 
Portugal - 44,4%
Espanha - 47.3%
Itália - 39.8%
Grécia - 33.6%
Alemanha - 51.1%
Suécia - 47%
França - 52.3%
Reino Unido - 49.5%

b) Relaciona a repartição funcional do rendimento com o desenvolvimento dos países.

Num país desenvolvido a repartição funcional do rendimento é maior no trabalho do que no capital, assim os trabalhadores têm maiores salários e têm acesso a bens melhores. Nos países menos desenvolvidos a repartição funcional do rendimento é maior no capital do que no trabalho.

6. Constrói com os valores disponíveis no (Quadro A.1.3.4.1 - PIB a preços de mercado na ótica do rendimento (preços correntes; anual), INE), um gráfico que mostre a evolução da percentagem das remunerações relativamente ao PIB, ie., a repartição funcional do rendimento actualizando este.

a) Comenta a tendência que observas na repartição funcional do rendimento no período em análise.
O trabalho em 1995 era de 47%, agora em 2017 é de 44%, a repartição dos rendimentos está cada vez mais desigual, ou seja o rendimento é maior no capital do que no trabalho e a tendência de 1995 até 2015 tem sido a redução do rendimento no trabalho e a tendência a partir de 2017 é de continuar a aumentar como começou a acontecer em 2015. Em 2008 e 2009 a tendência foi contrariada devido a uma crise que fez com que o PIB cai-se acentuadamente ( se o PIB diminuir a fração tem um peso maior ), logo o valor da fração foi maior, mas a partir de 2010 a tendência voltou a ser cumprida

b) Verifica a possibilidade de em 2009, a subida da percentagem do PIB afecta ao trabalho derivar da queda do PIB.
A queda do PIB influencia a subida da % pois a % calcula-se pelo Rendimento/PIB, logo se o PIB diminuir o valor tem um peso maior.
  Em 2008 o valor era de 178.872.582 e em 2009 é de 175.448.190

Sem comentários:

Enviar um comentário