terça-feira, 6 de março de 2018

Elasticidade da procura

1. “Qualquer variação da curva da oferta tem efeitos muito diversos que dependem da inclinação da curva da procura.”
Observando as Figuras 10.1 I e II, a primeira com uma procura elástica, a segunda com uma procura rígida, verifica em qual das situações os consumidores se adaptariam melhor à redução da oferta. Justifica.
A situação onde eles se adaptariam melhor é na 1ª porque o preço varia pouco e a quantidade varia muito e assim o consumidor tem mais facilidade em adaptar-se a esse novo preço

2. Observa as Figuras 10.2. I e II. Explica porque razão será enganador abordar a questão das elasticidades a partir da representação gráfica das curvas.
A escala do preço e da quantidade são diferentes mas os gráficos representam a mesma curva. No primeiro gráfico a escala é de 10 em 10 no preço e de 100 em 100 na quantidade, enquanto no gráfico 2 a escala do preço é de 5 em 5 e da quantidade é de 200 em 200

3. Explica porque razão a sensibilidade da oferta e da procura a variações de preços não se deve medir com valores numéricos absolutos, sendo mais elucidativo saber as percentagens de variação dos preços dos vários artigos.
Não se deve medir com valores numéricos porque a propiedade do preço varia de produto para produto, por exemplo um carro que custe 10000€ e aumentar 10€ de preço, os 10€ não fazem muita diferença, pois aumentou 0,1%, enquanto um chocolate que custe 10€, se aumentar 10€ já se sente uma diferença, pois o preço aumentou 100%

4. Apresenta a definição formal de elasticidade procura-preço.
A elasticidade procura-preço relaciona a variação da quantidade procurada de um bem com respetiva variação dos preços. Se a variação da quantidae procurada aumentar (diminuir), então a variação dos preços diminui (aumenta), porque a curva da procura tem declive decrescente.

5. Justifique o valor negativo da elasticidade procura-preço recordando a relação da curva da procura.
Quando uma variação do preço é negativa, obrigatoriamente a variação da quantidade é positiva, porque a quantidade e o preço variam inversamente.

6. Se os preços subirem, qual será o seu impacto sobre a procura no caso de a elasticidade procura-preço ser:
a) Perfeitamente rígida (e=0);
O volume da procura não varia com as variações do preço
b) Rígida (0 < e < 1);
O volume da procura varia, mas em percentagem menor que o preço
c) Unitária (e=1);
O volume da procura varia em percentagem igual ao preço
d) Elástica (1 < e < infinito);
O volume da procura varia em percentagem superior ao preço
e) Perfeitamente elástica (e=infinito).
Os compradores adquirem todosos produtos que apareçam no mercado a um certo preço. Se o preço subir ligeiramente deixam de o comprar

7. Classifica a elasticidade procura-preço de curvas da procura com a configuração de uma:
a) recta vertical;
Procura perfeitamente rigida
b) recta horizontal;
Procura perfeitamente elástica
c) hipérbole.
Procura unitária

8. Que interesse terá para uma empresa monopolista conhecer a elasticidade procura-preço do seu mercado?
O monopolista pode saber o ponto exato onde a receita é mais rentável

9. Distinga bens de luxo de artigos de primeira necessidade recorrendo à elasticidade procura-preço.
Se aumentar o preço do pão de um certo sitio, nós imediatamente vamos comprar pão a outro sitio pois o pão é um bem de primeira necessidade. Se o preço do carro de uma certa marca aumentar, nós podemos esperar que ele desça pois o carro é um bem de luxo.

10. Define elasticidade procura-rendimento.
A elasticidade procura-rendimento é a variação da quantidade procurada de um bem com a variação do rendimento dos compradores

11. Distingue bens normais de bens inferiores utilizando a elasticidade procura-rendimento.

12. Interpreta o significado de a elasticidade procura-rendimento ser maior que zero e menor que um.

13. Apresenta a definição de elasticidade cruzada.

14. Recorrendo à elasticidade cruzada, caracteriza:
a) bens substitutos (sucedâneos);
b) bens complementares;
c) bens independentes.

Sem comentários:

Enviar um comentário