quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Consumismo e consumerismo

1. Distingue consumismo de consumerismo.
R: oO consumismo é um consumo excessivo em que o individuo consome para alem das suas e não quer saber dos seus deveres enquanto consumidor enquanto que o consumerismo é um consumo em que o individuo consome os bens adequados ás suas necessidades. 
2. Justifica a importância de uma atitude consumerista.
R: A atitude consumerista é importante  para que  o individuo reflita sobre as suas necessidades, aspirações e recursos.
3. Relaciona o consumerismo com a necessidade de preservar os recursos naturais e os equilíbrios ecológicos
R: Com o consumerismo nós consumidores podemos preservar os recursos naturais porque consumimos consoante as nossas necessidades.

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Consumerismo

1. Consultando o link completa dois dos tópicos "Não é fácil, ser consumidor!" (p. 7) 
R: Como existe uma grande diversidade de produtos e de serviços complexos e diversificados de diferentes marcas e diferentes preços a escolha de produtos será mais difícil .
2. A DECO concebeu a apresentação que tens estado a ler para promover a Educação do Consumidor e práticas consumeristas.
Refere dois objectivos da Educação do Consumidor. (p. 15) 
R: Dois dos objetivos da educação do consumidor são distinguir as suas necessidades básicas dos seus desejos e necessidades terciárias e satisfazer as suas necessidades reias de acordo com o seu estatuto financeiro.
3. “Até à data, e no geral, o homem actuou no seu ambiente como um parasita, tomando o que deseja com pouca atenção pela saúde do seu hospedeiro, isto é, do sistema de sustentação da sua vida.” Hutchison (2000), citado em Consumo e Ambiente
Distingue o caminho Tecnozóico do Ecozóico, e refere a importância das tecnologias limpas para salvar o Planeta da degradação do ambiente e das alterações climáticas. 
R: O caminho tecnozóico é aquela em que se acredita que a tecnologia é a solução para tudo enquanto que o ecozóico é aquele em que se sabe que fazemos parte da natureza e devemos preserva la reduzindo o nosso impacto nela utilizando as tecnologias limpas que consiste na produção de bens mas sem poluir o eco sistema. 
4. Verifica que o consumo insustentável referido na questão anterior é explicado não só pela Economia, mas também pela Psicologia ou pela Sociologia entre outras. 
R:  O individuou que têm um consumo excessivo que consomem para além do necessário esse individuo necessitará mais de apoio psicológico porque a economia não conseguirá aprofundar a pesquisa da causa do problema como a psicologia, e a sociologia também pode arranjar explicação porque ás vezes o nosso tipo de consumo ás vezes pode ser influenciado pelo tipo de consumo dos indivíduos que nos rodeiam.   
5. Refere como o consumismo é responsável pela exclusão do acesso de grande parte da população aos bens de consumo. 
R: O consumismo  é responsável pela exclusão da população ao acesso de grande parte dos bens de consumo devido há existência de uma grande variedade de padrões de consumo  muito elevado daí nem toda a população conseguir ter acesso o que faz com que se sintam excluídos por saberem que existem indivíduos com padrões de consumo mais elevados a bens de consumo.
6. Comenta dois direitos do consumidor que te pareçam frequentemente obstruídos. 
R: O direito  á formação e educação para o consumo é importante porque quanto maior forem os nossos  conhecimentos melhor será o nosso consumo atendendo o nosso rendimento e faixa etária, o direito á proteção jurídica é outro direito muito importante e está diretamente relacionado com o direito referido anteriormente porque um individuo com mais conhecimentos pode dirigir-se mais facilmente a uma associação para fazer valer os seus direitos.
7. Será que frequentemente os jovens transmitem às suas famílias comportamentos de consumo mais consistentes com os seus deveres enquanto consumidores? Justifica. 
R: Os jovens levam uma consciência de consumo que os país não tem , que um consumo excessivo põe em causa  e em risco o meio ambiente e as gerações futuras.
8. Indica os quatro erres do Rap do Eco Consumidor
R: Os quatro erres do Rap do eco consumidor são reduzir, reutilizar, reciclar e repensar.
9. Do teu ponto de vista o que é mais importante para consumir responsavelmente?
A - Conhecer a Lei do Consumidor
B - Ter valores compatíveis com um consumo responsável
Justifica.
R: Do meu ponto de vista é mais importante ter valores compatíveis com um consumo responsável, porque assim saberemos o que comprar segundo as nossas necessidades.

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Oniomania – Doença que atinge 1% da população


1. Refere factores que conduzam ao consumo impulsivo.
R: O consumo impulsivo é um consumo irracional em que o consumidor consome para além das suas necessidades e um dos fatores que conduzem ao consumo impulsivo é a depressão, que deriva do mau estar próprio e a necessidade de se preencher um espaço vazio. 
2. Caracteriza a oniomania.
R: A oniomania é uma doença em que o consumidor apenas se sente satisfeito quando compra , e depois não dá mais uso aos produtos que comprou. Para um individuo com oniomania, comprar é como um alcoólico beber. 
3. Distingue o consumismo da doença (oniomania)?
R: O consumismo é um individuo que consome por consumir  enquanto  que  a doença oniomania é um vicio em que o consumidor apenas se sente satisfeito quando está a comprar algo
4. “Comprar coisas de que não se precisa faz parte do estatuto de ser mulher”. Comenta.
R: Comprar coisas compulsivamente não faz parte do estatuto da mulher pois existem mulheres que sabem gerir o seu dinheiro.
5. “A compulsão não escolhe género, os homens apenas têm outros interesses”. Identifica as áreas de consumo compulsivo segundo o género.
R: As mulheres consomem compulsivamente na área do vestuário e da casa enquanto que os homens também consomem compulsivamente na área  do vestuário, na área tecnológica e automóvel
6. Identifica o perfil das pessoas que correm maior risco de se endividarem.
R: As pessoas que correm maior risco de se endividarem são as pessoas mais ricas.
7. Refere a Internet como facilitadora do consumismo.
R: A Internet facilita o consumismo porque podemos encontrar diversos tipos de produtos que não encontramos nas lojas, podemos escolher varios produtos ao mesmo tempo e encomendá-los sem nos deslocarmos.
8. Refere a Internet como ferramenta de uma atitude consumerista.
R: A Internet pode ser usada como uma ferramenta de atitude consumerista porque por exemplo fazer um blog para falar com os amigos e comparar preços e produtos para poder escolher melhor o produto que quer comprar. 
9. A propensão ao consumismo depende da educação? Como?
R:  Sim porque por exemplo se o individuo for educado a poupar não irá ter atitudes consumista.

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

A Sociedade de Consumo

1. Aponta quatro características da Sociedade de Consumo após responderes a estas questões.

R: O espaço de consumo é todo o quotidiano, existe uma gradual uniformização universal dos desejos materiais, hoje em dia verifica-se uma redução do tempo de vida útil dos produtos e o lazer transforma-se numa forma de consumo por isso trabalhamos mais para dar satisfação a necessidades que se poderão apresentar como libertadoras.

2. Faz uma imagem mostrando as diferenças entre os “produtos de ontem” e os “produtos de hoje".



3. Indica três aspectos que possas mudar, como eco-consumidor preocupado com o futuro do Planeta. 
R: Como eco-consumidor três aspetos que posso mudar são: desligar as torneiras enquanto não uso a água, desligar os dispositivos com ligação à corrente enquanto não os usamos e trocar as lâmpadas de halogéneo por lâmpadas que consomem menos energia
4. Menciona dois factores explicativos do endividamento das famílias portuguesas.
R: Um dos fatores foi aderirmos à união europeia e outro foi o processo de convergência real que se sucedeu ou seja a introdução de uma moeda universal, o euro.
5. Constrói uma apresentação no Google Drive referente à Sociedade de Consumo, de 7 slides, com a seguinte estrutura: 
1º slide: Título;
Último slide: Bibliografia;
Slides intermédios deverão referir aspectos que consideres interessantes sobre o tema.
Partilha o link para a apresentação no blogue. 
https://docs.google.com/presentation/d/1G9aSpI2DWjtVuHoUALDbxMq02Z7foTWi2wGgCidAcII/edit?usp=sharing

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Rendimento e Condições de Vida PT-UE

1. Consultando a Infografia do EuroStat constrói no Paint uma imagem comparando Portugal com o país A.


2. Consultando o destaque do INE Rendimento e Condições de Vida (Backup), comente a taxa de risco de pobreza:
a) por grupo etário de 2003 a 2013 (pp. 2); Em 2003 A taxa de risco de pobreza de pessoas com mais de 64 anos era de aproximadamente 28.5% este valor desceu significativamente para 15,1% em 2013, a taxa de risco de pobreza de indivíduos entre os 0 e 17 anos em 2003 era de aproximadamente 24 % e em 2013 registou se um valor de 25,6%. O valor total da taxa de 2003 para 2013 diminuiu apenas 1 ponto percentual.
b) segundo a composição do agregado familiar (pp. 2); Segundo o agregado familiar as famílias com filhos têm um maior risco de pobreza do que as famílias sem filhos e consta também que a taxa de pobreza total de familias com filhos é de 23% enquanto que as famílias sem filhos têm o valor total de 15,8%.
c) referindo a importância das transferências sociais (pp. 3). As transferências socias são importantes porque ajudam a diminuir o nível da pobreza, em 2003 antes de qualquer transferência a taxa de risco de pobreza era de 41,3% e em 2013 47,8% enquanto que com as transferências a taxa de risco de pobreza em 2003 era 20,3% e em 2013 diminui para 19,5%. 

3. No mesmo documento (pp. 4) observe a tabela Indicadores de privação material. Justifique a relação entre a Taxa de privação material e a Taxa de privação material severa.  A percentagem da taxa de privação material é maior que a taxa de privatização severa porque os individuos que verificam quatro dificuldades também verificam três dificuldades ou seja os que verificam 3 difuculdades são mais do que os que verificam 4.

4. Utilizando a Taxa de privação material severa (no PORDATA) para 2010 e 2016, constrói no Excel e comenta e um gráfico com os 5 países indicados.  A Bulgária é o país com maior taxa de privatização material severa total e os países baixos ( Holanda ) tem a taxa de privatização menor. todos estes países com a intervenção do estado reduziram a taxa entre 2010 e 2016.

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Lei de Engel

1. Calcula o orçamento de cada uma das famílias.
NOTA: Utiliza o ficheiro do Excel, e no final posta uma imagem personalizada no blogue com a Tabela das questões 1. e 2., e o Gráfico da questão 3..
2  Determina os coeficientes orçamentais das quatro famílias para cada classe de despesa.













3. Representa graficamente as despesas percentuais das famílias nas diversas rubricas de despesa.



























4. Verifica como a interpretação do quadro te conduz à Lei de Engel. 
R:  O quadro demonstra que quanto maior for o rendimento da família menor é a porpoção gasta na alimentação e maior é o gasto em diversos como por exemplo o coeficiente orçamental ALVES usado no lazer é apenas 4% enquanto que no DAMÁSIO é de 35%.
5. Comenta o elevado valor das subscrições de telemóveis em Portugal relativamente a outros países.
R: Em Portugal há um elevado valor de subscrições de telemóveis devido á vasta variedade de serviços e devido ao facto de os jovens hoje em dia dependerem do uso do telemóvel para a comunidade.
6. Comenta o elevado número de automóveis em Portugal relativamente a outros países da União Europeia. 
R: Em Portugal se ficarmos dependentes dos transportes públicos não poderemos precurrer longas distâncias facilmente pois os transportes públicos locais não são eficientes porque é muita gente que apanha o mesmo transporte á mesma hora, com isso acabamos por perdemos muito tempo à espera do transporte devido ás paragens que o transporte tem que fazer para pegar passageiros ao longo do percurso, perdemos a paciência e podemos acabar por ficar muito stressados enquanto se tivermos o nosso próprio automóvel evitamos esse tipo de situações
7. Calcula os coeficientes orçamentais utilizando o Quadro Q.2.9.(€) do Inquérito às Despesas das Famílias, INE.Constrói um quadro mostrando simultaneamente os valores absolutos e os coeficientes orçamentais, para as 12 categorias principais. Preview do Quadro 
Constrói um gráfico representando os coeficientes orçamentais. Comenta, referindo a Lei de Engel.
R: 

8. Refere como o consumo varia com os seguintes factores extra-económicos:
a) Estrutura etária dos agregados familiares;
R: Porque por exemplo um casal jovem tem a despesa de comprar fraldas para os filhos quando forem mais velhos não terão de gastar mais dinheiro em fraldas porque os seus filhos já estarão formados.
b) Estilos de vida (v.g. fast-food, consumos lights, desportos radicais, consumos com consciência ambiental);
R:  Os estilos de vida influenciam o consumo porque cada estilo de vida tem o seu custo como por exemplo praticar basquetebol tem custo diferente de praticar desportos radicais.
c) Moda;
R: Cada tipo de roupa tem o  seu custo logo o consumo é diferente por exemplo um casaco da gucci é muito mais caro que um da zara.
d) Publicidade;.
R: A publicidade influencia o consumo pois  ela influencia a compra de bens desnecessários.
e) Cultura.
R: Cada cultura tem um custo diferente pois as necessidades são diferentes.

domingo, 1 de outubro de 2017